Ministério Público de SP abre investigação contra coronéis da PM que defenderam ato pela democracia em 7 de setembro


Aleksander Lacerda, chefe do Comando de Policiamento do Interior-7 da Polícia Militar (PM) de São Paulo, e Augusto Araújo, diretor da Ceagesp, estão sendo investigados pelo Ministério Público do Estado por defenderem as manifestações do Dia da Independência. O órgão abriu o procedimento na terça-feira 24, depois de aval do promotor José Carlos Guillem Blat.

Os coronéis da PM são acusados de cometerem “improbidade administrativa e transgressão disciplinar”. Ambos entraram na mira da Justiça depois de postagens nas redes sociais a favor do ato de 7 de Setembro.

 LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();