Justiça do DF manda PT pagar R$ 2 milhões em dívidas pendentes desde 2014


Pendência é relativa à campanha eleitoral de 2014

O diretório do PT no Distrito Federal terá que desembolsar o valor de R$ 2 milhões referentes a um débito com uma gráfica. A decisão foi proferida pelo juiz Issamu Shinozaki Filho, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT).

A dívida foi contraída durante as eleições de 2014, na campanha do então governador petista Agnelo Queiroz, que tentava a reeleição. Incialmente no valor de R$ 647 mil, a pendência com a gráfica Editora Qualidade chegou a R$ 2 milhões, com correções monetárias e multas, de acordo com o colunista Guilherme Amado, do Metrópoles.

Conforme determinação do juiz, o partido deverá cumprir o prazo de 15 dias para o pagamento ou poderá ter bloqueios nos recursos.

LEIA TAMBÉM: 




Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();