Em vídeo, garota afegã chora desesperada ao falar sobre medo de morrer


Imagens foram divulgadas por uma jornalista iraniana

Um vídeo comovente de uma jovem afegã de 23 anos chorando viralizou nas redes sociais. Nele, ela diz que sua vida não tem importância pelo fato de ter nascido no Afeganistão.

– Não consigo parar de chorar. Preciso enxugar as lágrimas para conseguir gravar este vídeo – afirma a menina cuja identidade não foi revelada.

Neste final de semana, o vídeo foi publicado em inglês pela jornalista e ativista iraniana de direitos humanos Masih Alinejad e foi curtido por milhares de pessoas. Ao referir-se ao vídeo, Masih disse que são as “lágrimas de uma garota afegã desesperada, cujo futuro está sendo destruído com o avanço do Talibã no país”.

– Iremos morrer lentamente na história – desabafa a jovem, pouco antes de desabar em mais lágrimas.

A jornalista ainda afirmou que seu coração “se parte pelas mulheres do Afeganistão” e que “o mundo falhou” com o povo afegão. “A história vai escrever isso”, encerrou.

No domingo (15), o Talibã tomou o controle total do Afeganistão, incluindo a entrada no palácio presidencial em Cabul, pouco tempo depois que as tropas americanas saíram do país. Milhares de cidadãos tem buscado deixar o país por medo do grupo extremista.

LEIA TAMBÉM: 

2 comentários:

  1. SO FALTA UM ESQUERDOPATA INDAGAR PORQUE ELA NAO ESTA USANDO MASCARA ASSIM COMO FEZ UMA PROSTITUTA DA CNN.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente as coisas estão caminhando a passos longo para o caos mundial e os canalhocratas e os imbecis comemoram essa turma de radicais que se acham os deuses ou representantes deles...
    Um dia chegará a vez destes apoiadores sofrerem a dor do descaso, esses radicais nada tem de Deus, são pessoas diabólicas com índole má...fazem parte dos mesmos núcleos de maldades de muitos esquerdistas, socialista e comunistas, só muda os nomes..😒

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();