Eduardo Bolsonaro quer abrir CPI das urnas eletrônicas que será embasado em relatório da PF sobre invasão ao sistema do TSE em 2018


 Deputado afirmou que pedido será embasado em relatório da PF sobre invasão ao sistema do TSE em 2018

Após o presidente Jair Bolsonaro revelar, durante entrevista à Jovem Pan, um inquérito da Polícia Federal (PF) sobre uma invasão ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral, o deputado federal Eduardo Bolsonaro se manifestou. Em suas redes sociais, o parlamentar defendeu uma CPI das urnas eletrônicas.

De acordo com Bolsonaro, entre as informações acessadas na invasão estão o código-fonte de urnas eletrônicas, senhas de acesso de um ministro da Corte e ainda senhas de um servidor do TSE. Ao comentar as declarações, Eduardo afirmou que já está preparando o pedido de abertura da CPI.

LEIA TAMBÉM: 


 

– Estou preparando a peça para abrir a CPI das urnas eletrônicas com base nas graves denúncias embasadas no relatório da POLÍCIA FEDERAL em que através de documentos o próprio TSE admite que o sistema foi invadido pelo menos em 2018 – ressaltou.

Em entrevista ao programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, Eduardo Bolsonaro falou sobre a iniciativa.

– Tomando conhecimento dessas notícias, e sendo elas públicas, existe um fato determinado para que a gente venha a abrir uma CPI. E de fato ouvir todos os lados envolvidos – ressaltou.

Ele ainda disse que o relatório da PF revela a necessidade de mudanças no sistema eleitoral.

– Isso, na minha opinião, é mais do que uma prova cabal necessária para que mudemos o nosso sistema eleitoral – destacou.






Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();