Comissão da Câmara rejeita, por 23 a 11, PEC do voto auditável, saiba como cada deputado votou, Arthur Lira pode levar a PEC ao Plenário


Proposta ainda pode ser levada para o plenário pelo presidente da Casa, Arthur Lira

Na noite desta quinta-feira (5), a comissão especial da Câmara responsável por analisar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do voto impresso auditável decidiu, por 23 votos de deputados de esquerda a 11, rejeitar a medida. Os parlamentares derrubaram o relatório do deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) a favor da proposta da deputada Bia Kicis (PSL-DF).

O texto prevê a impressão do voto nas eleições no país e também em referendos e plebiscitos. Após a decisão, o deputado Junior Mano (PL-CE) foi designado novo relator da proposta. Ele ficará responsável por elaborar um parecer pela rejeição da PEC.

Mesmo com a derrota, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ainda pode levar a PEC para ser discutida pelo plenário da Casa.

O resultado foi comentado pela deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), autora do projeto.

– O parecer do relator Filipe Barros acaba de ser derrotado por 23×11 na Comissão Especial da PEC 135/19 do voto impresso auditável. Dia lamentável para a democracia brasileira. Perdemos a batalha mas não a guerra. O Presidente Arthur Lira pode levar a PEC ao Plenário – escreveu.

Votaram a favor da PEC: 11

  1. Evair de Melo (PP-ES)
  2. Guilherme Derrite (PP-SP)
  3. Pinheirinho (PP-MG)
  4. Bia Kicis (PSL-DF)
  5. Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
  6. Filipe Barros (PSL-PR)
  7. Aroldo Martins (Republicanos-PR)
  8. Marco Feliciano (Republicanos-SP)
  9. Paulo Martins (PSC-PR)
  10. Paulo Bengtson (PTB-PA)
  11. José Medeiros (Podemos-MT)


Votaram contra a PEC: 23

  1. Geninho Zuliani (DEM-SP)
  2. Kim Kataguiri (DEM-SP)
  3. Raul Henry (MDB-PE)
  4. Marcio Alvino (PL-SP)
  5. Edilazio Junior (PSD-MA)
  6. Júnior Mano (PL-CE)
  7. Fábio Trad (PSD-MS)
  8. Rodrigo Maia (sem partido-RJ)
  9. Tereza Nelma (PSDB-AL)
  10. Paulo Ramos (PDT-RJ)
  11. Marreca Filho (Patriota-MA)
  12. Orlando Silva (PCdoB-SP)
  13. Israel Batista (PV-DF)
  14. Bosco Saraiva (Solidariedade-AM)
  15. Arlindo Chinaglia (PT-SP)
  16. Carlos Veras (PT-PE)
  17. Odair Cunha (PT-MG)
  18. Aliel Machado (PSB-PR)
  19. Milton Coelho (PSB-PE)
  20. FernandaMelchionna (Psol-RS) 
  21. Paulo Ganime (Novo-RJ)
  22. Perpétua Almeida (PCdoB-AC)
  23. Valtenir Pereira (MDB-MT)

LEIA TAMBÉM: 


 

4 comentários:

  1. Porquê a resistência por uma eleição transparente?????
    É sinal que tem coisa errada no meio disso,agora a favor do Fundão eleitoral todos foram, tanto de direita ,quanto de esquerda....povo que tem que se conscientizar e ninguém votar e acabar de vez com essa palhaçada...

    ResponderExcluir
  2. O povo brasileiro não tem caráter e isso, não se aprende na escola. Os políticos roubando e enganando E O POVO VOTANDO. Não tem jeito.

    ResponderExcluir
  3. Vou fazer campanha contra Tereza Nelma, só faz merda está criatura dia infernos... Farei campanha contra todos que forem contra as ações democráticas e transparentes. Oq tem para esconder? Oq tse e STF tem contra os políticos? Oq prometeram a eles?

    ResponderExcluir
  4. todos foram comprado, e garantido que seus votos na proxima eleição nao servirar de nada, todos esses fantoche vao ser reeleito atraves das urnas fraudadas, ja era nosso voto e balela, votando ou nao votando nos nao decidiremos nada.

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();