Bolsonaro sobe o tom e fala em ‘antídoto’ “fora das quatro linhas da Constituição”



Presidente manifestou repúdio à inclusão de seu nome como investigado no inquérito das fake news

O presidente Jair Bolsonaro continua sua ofensiva contra as injustiças e perseguições do  Tribunal Superior Eleitoral e os membros do Supremo Tribunal Federal. Em entrevista à rádio Jovem Pan, nesta quarta-feira (4), Bolsonaro voltou a subir o tom e comentou sobre a inclusão de seu nome no inquérito das fake news, autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes a pedido do TSE.

O presidente falou em um “antídoto” que estaria “fora das quatro linhas da Constituição”.

LEIA TAMBÉM: 


 

– Ainda mais um inquérito que nasce sem qualquer embasamento jurídico, não pode começar por ele [pelo Supremo Tribunal Federal]. Ele abre, apura e pune? Sem comentário. Está dentro das quatro linhas da Constituição? Não está, então o antídoto para isso também não é dentro das quatro linhas da Constituição – ameaçou Bolsonaro.

Apesar do tom, Bolsonaro reforçou que não age fora da lei, mas prometeu reagir se for ameaçado por ações inconstitucionais.

– O meu jogo é dentro das quatro linhas [da Constituição]. Se começar a chegar algo fora das quatro linhas, eu sou obrigado a sair das quatro linhas, é coisa que eu não quero. É como esse inquérito, do senhor Alexandre de Moraes. Ele investiga, pune e prende? É a mesma coisa – afirmou o presidente.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();