Bolsonaro assina decreto para repartições federais economizarem consumo de energia



Presidente editou decreto estabelecendo medidas para a redução do uso de energia

Nesta quarta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que determina aos órgãos da administração pública a adoção de medidas de redução do consumo de energia. A intenção do governo é fazer com que o uso de energia chegue a ficar entre 10% e 20% abaixo dos níveis de 2018 e 2019.

A contenção irá durar de setembro de 2021 a abril de 2022, e os órgãos públicos terão que divulgar os resultados do consumo de energia na internet. Aqueles que não conseguirem reduzir o consumo terão que apresentar justificativas para isto.

Entre as medidas indicadas no decreto estão a melhor utilização de luz natural, limites de temperatura dos aparelhos de ar-condicionado (que não poderá passar de 20ºC), limite na temperatura de aquecedores (24ºC), o desligamento dos aparelhos de ar-condicionado quando não estiverem em uso etc.

A iniciativa do presidente tem por objetivo ajudar o país no enfrentamento da crise energética.

O decreto de Bolsonaro pode ser lido aqui.

 LEIA TAMBÉM: 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();