SP: ARMA FALHA E POLICIAL É MORTO, SINDICATO APONTA SUCATEAMENTO NA GESTÃO DORIA



Na última segunda-feira, um policial civil foi morto em uma troca de tiros depois que sua arma falhou ao enfrentar um suspeito de feminicídio na Grande São Paulo. A bala disparada pelo agente não foi ejetada. Diante do episódio, o Sindpesp (Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo) afirmou que a morte pode ter sido provocada por descaso da administração pública.

A entidade afirmou através de nota, que “há anos denuncia o sucateamento da Polícia Civil de São Paulo e cobra, reiteradamente, a aquisição de novos equipamentos, incluindo armamento, para a instituição”‘. 

O sindicato disse ainda que são constantes os casos de viaturas que quebram em meio a operações de buscas, além de alagamentos em distritos policiais e falhas de armamentos.

“Lamentavelmente, desta vez o descaso da administração com a Polícia Civil pode ter resultado na morte de um policial”, diz o Sindpesp. “Em setembro do ano passado, chegou-se ao limite da administração ofertar revólveres usados, modelo de mais de 30 anos, aos novos policiais saídos da Academia da Polícia Civil, situação que foi amplamente denunciada pelo Sindpesp.”

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();