Renan Calheiros pede quebra de sigilo bancário da Jovem Pan e outros sites de direita e deixa claro que o objetivo da CPI não é investigar corrupção e sim 'cercear a liberdade de imprensa no Brasil'



Relator da CPI da Covid, senador pretende analisar contas da empresa a partir de 2018

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), apresentou requerimento para a quebra do sigilo bancário da rádio Jovem Pan. O parlamentar acusa a emissora de ser “protagonista na divulgação das chamadas fake news” sobre a pandemia. Leia aqui a íntegra do requerimento.

O objetivo da quebra, segundo o senador, é analisar as contas da empresa a partir de 2018, para descobrir se a rádio recebeu aportes financeiros após a pandemia e estabelecer um paralelo com base nos anos anteriores ao surgimento da covid-19. O pedido é mais um entre os 135 que devem ser apreciados pelos membros da comissão na próxima terça-feira, 3.

“Deve ser apresentada análise comparativa entre os períodos, anterior e posterior à situação de pandemia, até a presente data”, diz o documento. “Ademais, a quebra, a transferência e todas as análises, em especial a comparativa (acima descrita), deverão ser elaboradas com dados e informações, outrossim ligações com outras pessoas naturais e jurídicas, disponíveis nas diversas bases de dados da Receita Federal do Brasil.”

 LEIA TAMBÉM: 


 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();