Polícia não descarta que marido possa ter agredido Hasselmann



Não foram encontrados elementos que incriminem o médico, nem indícios que eliminem a hipótese

A Polícia Legislativa não descartou a hipótese de a deputada Joice Hasselmann ter sido agredida pelo marido, o neurocirurgião Daniel França. Segundo informações do colunista Guilherme Amado, do portal Metrópoles, as autoridades não encontraram indícios que incriminem o médico, mas também nenhum elemento que inviabilize a teoria.

LEIA TAMBÉM: 


 

No momento da agressão, Joice e França se encontrava no apartamento funcional, em Brasília, mas dormiam em quartos separados, pois ele teria problemas com ronco. O casal nega enfaticamente a tese de violência doméstica.

Os policiais confirmaram que, nas mãos do médico, não havia nenhum sinal de que ele teria agredido a esposa. Por outro lado, as autoridades consideram estranho que ele não tenha ouvido os prováveis gritos da parlamentar durante o suposto ataque.

A demora do casal em registrar a ocorrência também é um ponto que intriga os investigadores. O atentado teria ocorrido na madrugada do último dia 18, mas foi divulgado apenas quatro dias depois.

De acordo com o colunista do Globo, Lauro Jardim, os agentes não encontraram qualquer imagem de estranhos entrando no prédio. Todavia, a Polícia Legislativa também constatou que é improvável que a parlamentar tenha se ferido fora de casa, pois as imagens indicam que ela não deixou o apartamento entre os dias 15 e 20 de julho.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();