Maiores jornais do país registram queda de 12% na circulação impressa no primeiro semestre


Super Notícia lidera a lista, seguido por O Povo, Correio, Zero Hora e Folha de S.Paulo

Os maiores jornais do país registraram forte queda na circulação impressa nos primeiros seis meses de 2021, segundo o Instituto Verificador de Comunicação (IVC). O movimento segue uma tendência observada nos últimos cinco anos. Somados os números de todos os veículos de mídia impressa, a variação é de 12,2%.

De acordo com o IVC, o jornal Super Notícia registrou o pior resultado no período (-25,2%), seguido por O Povo (-12,7%), Correio (-11,1%), Zero Hora (-10,4%) e Folha de S.Paulo (-10%), completando a lista das cinco maiores quedas.

LEIA TAMBÉM: 


 

O Estado de São Paulo é o líder do ranking de tiragem impressa, com 75.322 exemplares. Super Notícia (74.469), O Globo (72.601), Folha de S.Paulo (58.878) e Zero Hora (49.749) vêm na sequência.


Digital em ascensão

Conforme avalia o portal Poder360, das nove publicações analisadas, seis registraram alta na circulação digital. O Globo, que avançou 15%, é seguido por A Tarde (12,7%), Valor (8,2%), Folha de S.Paulo (7,4%) e O Estado de S. Paulo (3%).


Circulação total

O Globo é o jornal com a maior circulação no país, considerando digital e impresso. São 377.105 exemplares, em média — crescimento de 10,4% no primeiro semestre. É seguido por Folha de S.Paulo, que avançou 4,1%, com tiragem de 357.480 exemplares; O Estado de S. Paulo, com 232.840 (-0,2%); Valor, com 128.454 (+5,7%); e Zero Hora, com 121.344 (-3%).

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();