Internação de Bolsonaro foi por complicações da facada de Adélio, ex-filiado do PSOL, presidente agradece apoio e orações



Segundo a Secretaria de Comunicação (Secom), presidente está com uma obstrução intestinal e será transferido para São Paulo

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou nas redes sociais nesta quarta-feira, 14, após ser internado com dores abdominais no hospital das Forças Armadas em Brasília.

Ele atribuiu a internação ao atentado que sofreu em 2018, durante a campanha eleitoral. O presidente também agradeceu o apoio e as orações que recebeu.

“Mais um desafio, consequência da tentativa de assassinato promovida por antigo filiado ao PSOL, braço esquerdo do PT, para impedir a vitória de milhões de brasileiros que queriam mudanças para o Brasil. Um atentado cruel não só contra mim, mas contra a nossa democracia”, escreveu. “Agradeço a todos pelo apoio e pelas orações.

É isso que nos motiva a seguir em frente e enfrentar tudo que for preciso para tirar o país de vez das garras da corrupção, da inversão de valores, do crime organizado, e para garantir e proteger a liberdade do nosso povo”, continuou. Segundo a Secretaria de Comunicação (Secom), Bolsonaro está com uma obstrução intestinal e será transferido para São Paulo, onde serão realizados exames para definir a necessidade ou não de uma cirurgia de emergência.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();