Governo Bolsonaro zera imposto para exportação de armas e munições



Medida abrange países da América do Sul e da América Central

O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex/Camex) zerou o imposto de exportação das armas e munições brasileiras para a América do Sul e a América Central. A decisão foi publicada na edição desta segunda-feira (26) do Diário Oficial da União (DOU).

A medida entra em vigor na próxima semana e anula a tarifa de exportação, sob a alíquota de 150% e foi decidida em uma reunião do comitê realizada no dia 14 de julho.

A facilitação ao acesso às armas é pauta defendida pelo presidente Jair Bolsonaro desde sua campanha eleitoral para a presidência. Após eleito, ele chegou a editar decretos, normas e projetos encaminhados ao Congresso Nacional para facilitar o porte de armas no Brasil.

A Camex já havia zerado a alíquota de importação para revólveres e pistolas desde o dia 1º de janeiro deste ano. A tarifa, até então, era cobrada em 20%.

LEIA TAMBÉM: 


 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();