Em Junho de 2020 Whindersson desejou morte de Bolsonaro e um ano depois desabafa sobre morte do filho: “Dói demais”



Pequeno João Miguel nasceu prematuro de 22 semanas e não resistiu

O humorista Whindersson Nunes fez um desabafo sobre a morte do filho, João Miguel, na noite desta quinta-feira (15). No Twitter, ele compartilhou como se sentia, após quase dois meses da perda do recém-nascido.

Fruto do relacionamento dele com Maria Lina Deggan, João nasceu prematuro, com 22 semanas de gestação, em 29 de maio. No dia seguinte, ele não resistiu e morreu.

– Saudade do meu filho. Dói demais não ter como fazer nada, nem sei se mais alguma coisa pode me ferir. E, quando você precisa que o tempo ande rápido, ele para – lamentou o influenciador.

Em 20 de junho, a noiva de Whindersson usou o seu perfil no Instagram para tranquilizar os fãs a respeito do estado emocional dela. A estudante, que tinha dado um tempo das redes sociais desde o ocorrido, compartilhou uma foto em que aparece sorrindo.

– Aos poucos o sorriso vai voltando para o rosto… E ele [João Miguel] com a mamãe, no pulso e no coração, para onde quer que eu vá – escreveu a mãe, que tatuou os pés do bebê.

*AE


2 comentários:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();