CPI da covid-19 completa 70 dias e não investigou corrupção em estados e municípios


Em pronunciamento nesta quarta-feira, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) afirmou que em seus primeiros 70 dias de trabalho, a CPI da Pandemia dedicou-se unicamente a investigar as ações e omissões do governo federal, ignorando os desvios de recursos ocorridos em estados e municípios, inclusive referentes ao Consórcio Nordeste.

Para ele, é preciso que haja um equilíbrio nas investigações. Nesse sentido, defendeu a apuração de todas as irregularidades, inclusive as relacionadas com a compra de vacinas pelo Ministério da Saúde.

— A gente precisa estar junto da sociedade para que busquemos toda a verdade e não apenas uma parte da verdade. Eu até já disse, se for necessária a minha assinatura para prorrogar a CPI, se não der tempo de fazer nesses 30 dias o que tem que ser feito, eu não me oponho absolutamente, afirmou.

LEIA TAMBÉM: Morre de covid-19 aos 44 anos, Médico ortopedista em Curitiba, médico já tinha se vacinado com 2 doses da CORONAVAC

Pai do prefeito Eduardo Paes morre aos 78 anos vítima de covid-19, Valmar Paes se vacinou em Março com 2° dose da CORONAVAC

CPI DA COVID: STF PROTEGE E FORMA MAIORIA PARA PROIBIR CONVOCAÇÃO DE GOVERNADORES

URGENTE: Relatório do CDC dos EUA admitem mais hospitalizações de jovens por causa da vacina com miocardite e pericardite do que do vírus COVID-19

O senador cearense disse que houve um constrangimento no comando da comissão com o depoimento do deputado estadual Fausto Junior (MDB-AM), que falou sobre o relatório da CPI da Assembleia Legislativa, que investigou a corrupção na saúde naquele estado. 

Girão criticou o presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), por ter pago, na época em que era governador, milhões de reais em verbas indenizatórias, o que qualificou de "grande equívoco na gestão pública".

Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();