Covid: Anvisa alerta sobre risco de miocardite e pericardite pós-vacinação


Casos da doença foram comunicados por autoridades sanitárias dos Estados Unidos.

A Anvisa divulgou comunicado alertando para casos registrados em outros países de inflamações no tecido que envolve o coração e no músculo cardíaco em pessoas que foram imunizadas com vacinas contra a Covid-19 que usam RNA mensageiro, como a da Pfizer/BioNTech.

Os casos foram identificados por autoridades sanitárias dos Estados Unidos. O principal órgão do setor naquele país (FDA, na sigla em inglês) relatou o risco dessas duas doenças (chamadas de pericardite e miocardite), especialmente entre as pessoas que receberam as duas doses do imunizante.

LEIA TAMBÉM: Morre de covid-19 aos 44 anos, Médico ortopedista em Curitiba, médico já tinha se vacinado com 2 doses da CORONAVAC

Pai do prefeito Eduardo Paes morre aos 78 anos vítima de covid-19, Valmar Paes se vacinou em Março com 2° dose da CORONAVAC

CPI DA COVID: STF PROTEGE E FORMA MAIORIA PARA PROIBIR CONVOCAÇÃO DE GOVERNADORES

URGENTE: Relatório do CDC dos EUA admitem mais hospitalizações de jovens por causa da vacina com miocardite e pericardite do que do vírus COVID-19

Em comunicado, a Anvisa salienta que ainda não houve registro de situações como essa no Brasil e que os riscos desse tipo de ocorrência é considerado baixo, sendo superado pelos benefícios da vacinação com essas vacinas no combate à Covid-19.

A Anvisa mantém a recomendação de uso da Pfizer/BioNTech, essa é a única vacina autorizada até o momento que emprega a tecnologia do RNA mensageiro.

O alerta da anvisa visa chamar a atenção especialmente dos profissionais de saúde para que fiquem atentos a esses riscos e trabalhem no diagnóstico e tratamento, caso estes tipos de complicações sejam detectadas.

Os sintomas mais frequentes, conforme a Agência Nacional de vigilância Sanitária, são falta de ar, palpitações ou mudanças no ritmo dos batimentos cardíacos, dor no peito.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();