Omar Aziz perde o respeito e acusa a honrosa Forças Armadas de corrupção durante CPI



Presidente da comissão disse que os bons das Forças Armadas devem estar "envergonhados"

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, senador Omar Aziz, criticou o governo durante a oitiva do ex-diretor da Saúde Roberto Dias, nesta quarta-feira (7), e disse que “os bons das Forças Armadas devem estar envergonhados”, dando a entender que há casos de corrupção envolvendo militares dentro da gestão Bolsonaro.

 LEIA TAMBÉM: Morre de covid-19 aos 44 anos, Médico ortopedista em Curitiba, médico já tinha se vacinado com 2 doses da CORONAVAC

Pai do prefeito Eduardo Paes morre aos 78 anos vítima de covid-19, Valmar Paes se vacinou em Março com 2° dose da CORONAVAC

CPI DA COVID: STF PROTEGE E FORMA MAIORIA PARA PROIBIR CONVOCAÇÃO DE GOVERNADORES

URGENTE: Relatório do CDC dos EUA admitem mais hospitalizações de jovens por causa da vacina com miocardite e pericardite do que do vírus COVID-19

– Eu não tenho nem notícia disso na época da exceção que teve no Brasil, porque o [João] Figueiredo morreu pobre, o Ernesto Geisel morreu pobre […] e eu estava, naquele momento, contra eles, mas uma coisa [de] que a gente não [os] acusava era de corrupção… – disse o presidente da CPI.

Aziz chegou a citar nominalmente os coronéis Glaucio Guerra e Elcio Franco, além do general Eduardo Pazuello, atual secretário de Estudos Estratégicos do Palácio do Planalto. O presidente da CPI baseou a acusação no desentendimento entre Luiz Paulo Dominghetti e Roberto Dias, ex-sargento da Aeronáutica.

– Se tiver alguma coisa… Porque, do nada, o sargento Dominghetti se volta contra um sargento da Aeronáutica – insinuou Aziz.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();