Bolsonaro evolui de forma satisfatória sem previsão de alta, diz boletim


Presidente da República permanece internado, sem previsão de alta

O presidente Jair Bolsonaro, que passou a noite no hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para onde foi transferido no começo da noite desta quarta-feira (14), “evolui satisfatoriamente”, segundo boletim médico divulgado há instantes pela Secretaria Especial de Comunicação do governo.

Essa evolução é satisfatória tanto do ponto de vista clínico quanto laboratorial, de acordo com o boletim médico, e “permanece o planejamento terapêutico previamente estabelecido”.

A nota, que informa não haver previsão de alta do presidente, é assinada pelos médicos Antonio Macedo (cirurgião-chefe). Ricardo Camarinha (cardiologista da Presidência da República), Leandro Echenique (clínico e cardiologista), Antonio Antonietto (diretor médico do Hospital Vila Nova Star) e Pedro Henrique Loretti (diretor geral do hospital).

LEIA TAMBÉM: Lula ataca militares e diz: "Militares conversa muita merda, devem trabalhar cuidando dos 25.000 km de fronteira e jamais se meter em política"

Comunismo, Venezuela: 96,2% da população vive na pobreza e 79,3% estão em situação extrema pobreza

DJ Ivis garoto propaganda do magazine luiza ganha mais de 250 mil seguidores após vídeos de agressões com socos e chutes à ex-mulher

URGENTE: Relatório do CDC dos EUA admitem mais hospitalizações de jovens por causa da vacina com miocardite e pericardite do que do vírus COVID-19

Os médicos explicaram o quadro em nota:

“O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por uma avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador“.

O presidente Jair Bolsonaro sentiu dores abdominais na madrugada desta quarta-feira (14) e foi levado ao Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, para fazer exames. Ele vem se queixando de um soluço persistente há onze dias, que pode ter razões gástricas ou pode ser provocado por stress.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();