Bolsonaro: ‘A democracia se vê ameaçada por alguns de toga’



Presidente fez duro discurso contra interferências do STF

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer um duro discurso, nesta quarta-feira (7), contra os ministros do Supremo Tribunal Federal. Em entrevista a uma rádio gaúcha, Bolsonaro criticou a interferência do STF na pauta do voto impresso auditável, bandeira defendida pelo presidente como solução para se evitar fraudes eleitorais em 2022.

– Realmente é preocupante a interferência absurda por parte de alguns ministros, ou vários do Supremo Tribunal Federal – iniciou o chefe do Executivo.

LEIA TAMBÉM: Morre de covid-19 aos 44 anos, Médico ortopedista em Curitiba, médico já tinha se vacinado com 2 doses da CORONAVAC

Pai do prefeito Eduardo Paes morre aos 78 anos vítima de covid-19, Valmar Paes se vacinou em Março com 2° dose da CORONAVAC

CPI DA COVID: STF PROTEGE E FORMA MAIORIA PARA PROIBIR CONVOCAÇÃO DE GOVERNADORES

URGENTE: Relatório do CDC dos EUA admitem mais hospitalizações de jovens por causa da vacina com miocardite e pericardite do que do vírus COVID-19

Como exemplo da postura invasiva de alguns ministros, Bolsonaro citou o decreto que tinha a intenção de assinar para impedir que governadores e prefeitos pudessem impor medidas restritivas durante a pandemia. Na ocasião, o STF deliberou que autoridades locais tinham autonomia para decretar as restrições.

O presidente ainda citou diretamente o ministro Luís Roberto Barroso, que atualmente é presidente Tribunal Superior Eleitoral e promove uma ampla articulação com o Congresso Nacional para que o voto impresso e auditável não seja aprovado nas Casas legislativas.

– A democracia, sim, se vê ameaçada por parte alguns de toga que perderam a noção de onde vão os seus deveres e os seus direitos. Quando você vê o ministro Barroso e o Parlamento brasileiro negociar com algumas lideranças partidárias para que o voto impresso ou auditável — é a mesma coisa — não fosse votado na comissão especial, o que ele quer com isso, no meu entender? Que vai ser comprovado nos próximos dias, vai ser comprovado da minha parte: fraude nas eleições – disse o presidente.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();