André Mendonça sobre STF: “A Bíblia no Supremo é a Constituição”



Advogado-geral da União foi indicado ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro

Indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado-geral da União, André Mendonça, que é pastor de uma igreja presbiteriana, declarou que não irá misturar sua fé com a atuação na Corte.

– A Bíblia no Supremo é a Constituição. É uma missão, quase um sacerdócio, servir ao país no Supremo, tendo como base a Constituição. Serão muitos desafios – disse Mendonça à colunista Carolina Brígido, do portal Uol.

Após a oficialização de sua indicação no Diário Oficial da União, Mendonça está fazendo uma “maratona” entre os futuros colegas de STF e senadores. Antes de tomar posse da vaga deixada pelo ex-ministro Marco Aurélio de Mello, Mendonça será sabatinado pela Comissão de Constituição de Justiça do Senado. Em seguida, seu nome passará por votação — primeiro, na CCJ; depois, no plenário.

A expectativa é de que a sabatina ocorra nos 10 primeiros dias de agosto.

Apesar de bem quisto entre os pares de Corte, Mendonça não terá vida fácil no Senado. Isto porque o advogado-geral se encontrará com rivais declarados de Jair Bolsonaro, como Renan Calheiros, presidente da CPI da Covid-19.

Mesmo com as dificuldades, até os opositores mais ferrenhos já admitem que Mendonça será aprovado.

 

Um comentário:

  1. Enviado por deus homem do povo que deus de saude e livre da inveja e maldade .nosso total apoio

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();