Vacina CoronaVac é reprovada na Costa Rica por ter baixa eficácia



Eficácia abaixo de 60% fez com que o Ministério da Saúde local decidisse não comprar o produto da Sinovac

No dia 16 de junho, o Ministério da Saúde da Costa Rica afirmou que, “por enquanto”, não irá comprar a CoronaVac — a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac, que é distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan.

De acordo com um comunicado emitido pelo órgão, a decisão foi tomada pela Comissão Nacional de Vacinação e Epidemiologia (CNVE). A fundamentação veio de uma resolução da pasta da Saúde determinando que as vacinas utilizadas no país tenham, pelo menos, 60% de eficácia para para a prevenção do contágio, exigência “não atingida” pela CoronaVac.

O CNVE também destacou que os resultados apresentados do ensaio clínico do produto da Sinovac ainda não passou por uma revisão realizada por pares.

FONTE: REVISTAOESTE.COM

LEIA TAMBÉM: Após seguidos Lockdowns sem resultado, Prefeito petista decreta novo lockdown em Araraquara

Motociata com Bolsonaro gera R$ 40 milhões em receita para o Estado e arrecada mais de 700 toneladas de alimentos em São Paulo

Sikêra “cala a Folha” e confirma que recebeu dinheiro do governo: " Vivo de propaganda e não trabalho de graça"

Site petista BRASIL247 defende Lázaro serial killer satanista e diz que assassino é vítima

Real salta de 116º lugar e se torna a 12ª moeda que mais se fortalece no mundo

Um comentário:

  1. Enquanto isso, muita gente morrendo mesmo com as duas doses.Que Deus tenha piedade!

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();