Projeto levará alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade social; Veja como participar



Autoridades e entidades do setor agropecuário participaram, nesta terça-feira (1), em Luziânia (GO), do lançamento do Movimento Agro Fraterno, programa que irá arrecadar e doar alimentos para ajudar as famílias mais necessitadas atingidas pela crise gerada pela pandemia da Covid-19.

Segundo o movimento, o objetivo é levar alimento a famílias carentes que enfrentam dificuldades em razão dos efeitos econômicos da pandemia.

LEIA TAMBÉM: Morre jornalista que “torceu” para coronavírus matar Bolsonaro, Fábio Campana faleceu aos 74 anos, vítima da Covid-19 e estava vacinado com coronavac

Manifestações contra Bolsonaro “fracassam” e web debocha

Igreja Universal doa 280 mil kits de higiene em 602 presídios brasileiros

Morre de infarto professor que pediu fuzilamento de bolsonaristas

URGENTE: China confirma primeiro contágio humano no mundo da cepa H10N3 da gripe aviária

Prefeitos e governadores continuam agindo como se o vírus não pegasse em ônibus lotado

Durante o lançamento, mais de 5 mil cestas básicas chegaram ao local em carretas. O montante foi doado por produtores rurais e empresas do setor do agronegócio

O Agro Fraterno é um movimento liderado pelo Sistema da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e pelas entidades do Instituto Pensar Agro (IPA), com articulação dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Cidadania.

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, falou sobre a iniciativa e disse que há uma grande preocupação do governo federal e das entidades de classe com as dificuldades que as famílias têm enfrentado para colocar o alimento na mesa.

“Este não é um movimento de uma entrega única de cestas. Queremos fazer isso ao longo de alguns meses. Vamos trabalhar com 47 associações que estão colaborando para que a gente possa trazer um pouco de alegria e menos sofrimento para todos aqueles que passam por um momento em que perderam empregos”, afirmou a ministra.

Como participar

As doações podem ser feitas por produtores rurais, empresas e entidades ligadas ao setor do agronegócio.

Para doar, é preciso se cadastrar no site www.agrofraterno.com.br

O doador escolhe a forma de contribuir. Pode ser com cestas básicas, doação em recursos ou de alimentos. Ainda no site, o produtor tem a opção de anexar fotos e vídeos do que foi entregue e para onde.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();