Prefeitos e governadores continuam agindo como se o vírus não pegasse em ônibus lotado


No mundo real, trabalhadores que não podem adotar o home office continuam se aglomerando diariamente no transporte coletivo

Enquanto as autoridades estaduais e municipais do país seguem, de seus gabinetes, restringindo atividades comerciais supostamente “em nome da ciência”, com o objetivo anunciado de conter a disseminação do novo coronavírus, no mundo real os trabalhadores que não podem adotar o home office continuam se aglomerando diariamente no transporte coletivo.

O deputado federal Doutor Jaziel (PL-CE) postou um vídeo que viralizou nas redes sociais no qual dezenas de pessoas aparecem aglomeradas em um ônibus de Fortaleza. Com máscaras, mas sem nenhuma possibilidade de praticar o distanciamento social, os passageiros se amontoam. O ônibus para no ponto e mais pessoas tentam entrar, o que é impossível em função da superlotação.

Um comentário:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();