Pais criticam professora de esquerda por vídeo sobre masturbação exibido para crianças de 7 anos



Caso aconteceu em escola de elite de Nova Iorque

Em Nova Iorque, EUA, pais de uma escola de elite usaram as redes sociais para protestar contra uma professora que, em uma aula de educação sexual para alunos de 7 anos, exibiu um vídeo com informações sobre masturbação.

O caso aconteceu na Dalton School. A professora criticada se chama Justine Ang Fonte. Ela dá aulas de saúde e bem-estar.

A animação exibida por Justine foi criada pela ONG AMAZE, que diz fornecer “a crianças e adolescentes de todo o mundo educação sexual clinicamente precisa, adequada à idade”.

Segundo o New York Post, a professora disse que não utilizou a palavra “masturbação” durante a aula. Já a escola afirmou que o conteúdo foi mal interpretado.

Um dos pais, que não teve o nome divulgado, citou o valor da mensalidade ao criticar a aula de Justine.

– Estou pagando 50 mil dólares (R$ 257 mil) para que digam que meu filho não deve deixar o avô abraçá-lo quando o encontra e mostrar esse tipo de vídeo? – questionou.


Um comentário:

  1. Pais criticam professora de esquerda ����������
    A matéria não tem absolutamente nada a ver com politica, além de vocês roubarem de outro site e cortar pela metade. Ta na hora de pastar não gado?

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();