Enquanto o povo passa fome na Venezuela e come cachorros e gatos, ditador Maduro gasta R$ 300 mil com cantor em festa de aniversário



Músico se apresentou no aniversário do presidente da Venezuela

A oposição da Venezuela, liderada por Juan Guaidó, criticou nesta quarta-feira (2) o presidente Nicolás Maduro por pagar US$ 60 mil (R$ 305 mil) para o cantor dominicano Bonny Cepeda se apresentar na comemoração de seus 58 anos, no dia 23 de novembro do ano passado.

A denúncia da oposição veio após o próprio artista, que é vice-ministro da Cultura da República Dominicana, ter revelado a informação em entrevista ao programa dominicano “Alofoke Radio Show”.

LEIA TAMBÉM: Morre jornalista que “torceu” para coronavírus matar Bolsonaro, Fábio Campana faleceu aos 74 anos, vítima da Covid-19 e estava vacinado com coronavac

Manifestações contra Bolsonaro “fracassam” e web debocha

Igreja Universal doa 280 mil kits de higiene em 602 presídios brasileiros

Morre de infarto professor que pediu fuzilamento de bolsonaristas

URGENTE: China confirma primeiro contágio humano no mundo da cepa H10N3 da gripe aviária

Prefeitos e governadores continuam agindo como se o vírus não pegasse em ônibus lotado

O representante de Guaidó na Colômbia, Tomás Guanipa, lamentou que “enquanto os venezuelanos morrem de fome e pelo colapso do sistema de saúde”, Maduro pague “milhares de dólares para contratar um cantor de salsa” para comemorar seu aniversário.

– O desprezo de Maduro e de sua cúpula está a se tornando cada dia mais dantesco. Enquanto um venezuelano ganha menos de um dólar por mês, Maduro paga 60 mil dólares a um cantor para vir ao país e cantar no seu aniversário – denunciou Guanipa via Twitter.

A festa de aniversário do presidente foi amplamente criticada na Venezuela por trazer vários artistas estrangeiros – incluindo Cepeda – ao país no auge da pandemia de Covid-19, apesar de as fronteiras terem sido fortemente restringidas para outros cidadãos.

Os críticos também criticaram o “desperdício” televisivo do presidente, que cantou e dançou com vários parentes, amigos e integrantes do governo, com os quais compartilhou um grande bolo com as cores da bandeira venezuelana.

O país atravessa uma grave crise econômica e social, pela qual Maduro culpa as sanções impostas pelos Estados Unidos que, segundo o governo, impedem a compra de vacinas, equipamento médico, manutenção do abastecimento de água potável e refinarias para produzir gasolina, entre outros.

Na opinião dos opositores, as sanções são apenas uma “desculpa” para justificar a “má gestão” e assim Maduro continuar a “enganar o país”.

*Com informações da agência EFE


Um comentário:

  1. Não sou advinho e nem profeta do absurdo, porém, o sistema político comandado por Nicolás Maduro vai afundar a Venezuela de forma acentuada.O Maduro deve está aplicandndo os principios do Decálogo de Lênin e os fundamentos do Foro de São Paulo, fundado por Fidel Castro e Lula, com o beneplácito apoio de ditadores latino-americanos. Acredito que o financiamento do Foro de São Paulo foi por conta do Brasil durante os governos Lula/Dilma Rousseff, haja vista a precária situação econômica de Cuba. Atualmente o Foro de São Paulo deve está sendo mantido com o dinheiro desviado do tesouro bradileiro e escondido em algum paraíso fiscal longe da fiscalização e alcance da Receita Federal,COAF e Banco Central.
    Fraternas saudações
    Ambrósio da Cruz Viana.

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();