Em ação do PT e PSB, STF marca julgamento para barrar realização da Copa América no Brasil que será transmitida pelo SBT



Sessão extraordinária acontecerá nesta quinta-feira (10) de maneira virtual

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, marcou o julgamento de ações que querem barrar a realização da Copa América no Brasil para a próxima quinta-feira (10). O ministro atendeu um pedido da relatora e ministra, Carmen Lúcia. A realização do plenário será virtual, com sistema eletrônico de votos para os ministros do STF.

LEIA TAMBÉM: Morre jornalista que “torceu” para coronavírus matar Bolsonaro, Fábio Campana faleceu aos 74 anos, vítima da Covid-19 e estava vacinado com coronavac

Manifestações contra Bolsonaro “fracassam” e web debocha

Igreja Universal doa 280 mil kits de higiene em 602 presídios brasileiros

Morre de infarto professor que pediu fuzilamento de bolsonaristas

URGENTE: China confirma primeiro contágio humano no mundo da cepa H10N3 da gripe aviária

Prefeitos e governadores continuam agindo como se o vírus não pegasse em ônibus lotado

URGÊNCIA E RELEVÂNCIA

Com previsão de início para o domingo (13), com o duelo entre Brasil e Venezuela, a ministra Carmen Lúcia solicitou o julgamento ao STF com "excepcional urgência e relevância do caso e da necessidade de sua célere conclusão".

As ações que serão apresentadas ao pleno foram organizadas pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Socialista Brasileiro (PSB). O PSB manifesta que "a intensa circulação de visitantes em território nacional promoverá evidente propagação do vírus da Covid-19 por diversos estados brasileiros, bem como a potencial entrada de novas variantes virais em território nacional, em momento no qual as autoridades sanitárias já lutam contra a sedimentação da variante indiana".


POLÊMICA ENVOLVENDO A COPA AMÉRICA

Após anunciar o Brasil como país-sede da Copa América, a Conmebol vêm sofrendo críticas de especialistas e resistência de alguns atletas, incluindo jogadores da Seleção Brasileira, que falará sobre a competição pela primeira vez após o duelo contra o Paraguai nesta terça-feira (8).

O principal motivo da crítica é o momento delicado que vive o país. Ao todo, o Brasil soma 474,6 mil mortes por Covid-19 e quase 17 milhões de casos confirmados. Originalmente, a Copa América estava marcada para a Argentina e Colômbia, que abriram mão de sediar o certame, em virtude de crises políticas (Colômbia) e devido ao aumento do número de contaminados (Argentina).


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();