Duas pessoas são presas em Goiás por ajudar fuga de Lázaro


Policiais apreenderam duas armas de fogo, com mais de 50 munições, em posse dos dois detidos

Duas pessoas foram presas durante a operação que tenta capturar Lázaro Barbosa, conhecido como “serial killer do DF”, investigado por uma chacina em Ceilândia, no Distrito Federal, e outros sete crimes. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, na noite de quinta-feira (24). Os detidos são suspeitos de ajudar o criminoso a fugir.

LEIA TAMBÉM: Após seguidos Lockdowns sem resultado, Prefeito petista decreta novo lockdown em Araraquara

Motociata com Bolsonaro gera R$ 40 milhões em receita para o Estado e arrecada mais de 700 toneladas de alimentos em São Paulo

Sikêra “cala a Folha” e confirma que recebeu dinheiro do governo: " Vivo de propaganda e não trabalho de graça"

Site petista BRASIL247 defende Lázaro serial killer satanista e diz que assassino é vítima

Real salta de 116º lugar e se torna a 12ª moeda que mais se fortalece no mundo

– Prendemos duas pessoas que estavam auxiliando ele nas fugas, principalmente a se esconder da ação policial. Eles estão sendo autuados agora por porte ilegal de arma de fogo e por facilitação da fuga – disse o secretário.

Com os presos, a polícia apreendeu duas armas de fogo, com mais de 50 munições, sendo que uma delas foi roubada em um dos crimes. As prisões aconteceram em Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás (GO), e os homens foram levados para a Central de Flagrantes de Águas Lindas de Goiás (GO).

A Secretaria de Segurança de Goiás ainda informou que acredita que há uma “rede criminosa” que apoia Lázaro, mas ressaltou que a força-tarefa está trabalhando com o objetivo de prendê-los. O secretário afirmou que os dois detidos tentaram retirar Lázaro do perímetro onde ocorrem as buscas, mas que o cerco realizado na tarde de quinta ajudou a impedir a ação.

Segundo o secretário Rodney Miranda, as equipes estão cada vez mais perto de Lázaro. O titular da SSP goiana contou ainda que a força-tarefa encontrou um esconderijo onde o criminoso poderia estar se acomodando.

– Ele foi visto de muito longe, um vulto que se confirmou. Uma testemunha ouviu e os dois que estão sendo autuados confirmaram. Descobrimos o esconderijo dele. Uma casa onde davam guarita pra ele – relatou.










Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();