Autor de tapa em Macron pode pegar até três anos de prisão


Pena seria por "agressão a um funcionário público"

O tapa no rosto infligido ao presidente da França Emmanuel Macron, nesta terça-feira (8) pode render até três anos de prisão e uma multa de 45 mil euros (R$ 276 mil) ao autor da infração. O agressor foi identificado como Damien Tarel, e o amigo que filmou a cena foi identificado como Arthur C. Ambos têm 28 anos.

Tarel, que está sendo investigado por agressão a um funcionário público, não tinha antecedentes criminais, conforme fontes próximas à investigação. Fã de artes marciais, ele dirigia um clube para entusiastas da esgrima medieval. 

Ao final da custódia policial, o acusado pode ser ainda indiciado por outros delitos, pois os investigadores estão analisando o computador dele

Agentes do serviço de Inteligência francês também notaram sinais de alcoolismo em Damien.

– Bater no presidente foi o mesmo que dar um tapa na cara da França – diz alguns editoriais locais.





2 comentários:

  1. Só acho que Damien foi impulsionado por UM forte teor de descontentamento que impera na população francesa, esse macron é um verme ECLODIDO num poço de EXCREMENTO da bandidolatria que infesta o planeta!!!

    ResponderExcluir
  2. Se Damien, foi impulsionado o povo todo tem que aproveitar isso e dar. Fim nesse verme câncerigeno que ADOECE a população mundial...

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();