Agência dos EUA investiga miocardite em jovens após vacina


Efeito colateral raro em indivíduos entre 12 e 24 anos pode estar associado aos imunizantes de RNA mensageiro da Pfizer e Moderna

Casos raros de miocardite em adolescentes e jovens adultos provavelmente estão ligados a inoculações com as vacinas contra covid-19 da Pfizer/BioNTech e da Moderna, disse um grupo de médicos que aconselha o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças do Estados Unidos) em uma apresentação divulgada nesta quarta-feira (23).

O Grupo de Trabalho Técnico de Segurança de Vacinas contra covid-19 (VaST) disse em seu relatório que o risco de miocardite ou pericardite após a inoculação com vacinas baseadas em RNA mensageiro em adolescentes e jovens adultos é notavelmente mais alta após a segunda dose e em homens.

LEIA TAMBÉM: Após seguidos Lockdowns sem resultado, Prefeito petista decreta novo lockdown em Araraquara

Motociata com Bolsonaro gera R$ 40 milhões em receita para o Estado e arrecada mais de 700 toneladas de alimentos em São Paulo

Sikêra “cala a Folha” e confirma que recebeu dinheiro do governo: " Vivo de propaganda e não trabalho de graça"

Site petista BRASIL247 defende Lázaro serial killer satanista e diz que assassino é vítima

Real salta de 116º lugar e se torna a 12ª moeda que mais se fortalece no mundo

Em outro relatório, o CDC disse que os pacientes com miocardite pós-vacinação geralmente se recuperam e ficam bem.

O Comitê de Aconselhamento de Práticas de Imunização (Acip) se reuniria nesta quarta-feira para avaliar a possibilidade de ligação entre o problema cardíaco e as vacinas de RNA mensageiro. O VaST é um subgrupo do Acip.

O CDC investiga casos de miocardite, sobretudo em homens jovens, há vários meses. No início deste mês, o Ministério da Saúde de Israel disse que viu uma ligação possível entre tais casos e a vacina contra covid-19 da Pfizer.

Também no início deste mês, o CDC disse que ainda está avaliando o risco do problema e não confirmou uma relação causal entre as vacinas e a moléstia cardíaca.

Mas a agência disse que um número de homens jovens maior do que o esperado teve miocardite após a segunda dose de vacinas de RNA mensageiro, e que mais da metade dos casos relatados ocorreram em pessoas de 12 a 24 anos.

FONTE: REUTERS.COM



Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();