Vacina: Queiroga garante mais de 40 milhões de doses em junho



Ministro alerta que a carência de vacina é mundial

Em viagem a Pernambuco desde sábado (29), para visitar hospitais, o ministro Marcelo Queiroga respondeu questões sobre a vacinação no Brasil, alertando que a carência de vacina é mundial.

LEIA TAMBÉM: Morre jornalista que “torceu” para coronavírus matar Bolsonaro, Fábio Campana faleceu aos 74 anos, vítima da Covid-19 e estava vacinado com coronavac

Manifestações contra Bolsonaro “fracassam” e web debocha

Sobe para 66 o número de idosos contaminados com covid e 2 mortos em asilo de Anápolis, todos já tinham sido vacinados com segunda dose

Irmão da traficante mais procurada do Brasil Sandra Sapatão é assessor de deputada do Psol

– Mas no mês de junho teremos garantidos mais de 40 milhões [de doses de vacinas] a serem distribuídas. Em junho teremos uma marca importante, que é de [atingir um total de] 100 milhões [de doses] distribuídas para o país inteiro – disse.

O ministro falou sobre contratos com farmacêuticas para aquisições de vacinas contra a Covid-19.

– Só com a Pfizer, temos um contrato de 200 milhões de doses de vacinas. Agora, em 1º junho, assinaremos acordo de transferência de tecnologia entre a indústria Astrazêneca e a Fiocruz, colocando o Brasil na vanguarda de países que tem capacidade com autonomia de produzir vacinas. Há também negociações com outras farmacêuticas para buscarmos antecipar doses. Agora, é um contexto que não é simples porque é uma emergência em saúde pública internacional – completou.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();