TRF-3 proíbe Adélio de sofrer sanções disciplinares na cadeia, Adélio já agrediu agentes e disse que quando sair vai matar Bolsonaro



Turma alega que o acusado possui transtornos psicológicos

Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) decidiu que Adélio Bispo de Oliveira não poderá responder a procedimento administrativo disciplinar de caráter punitivo durante o tempo em que estiver na Penitenciária Federal de Campo Grande.

A decisão foi publicada no início da semana passada, na terça-feira (4). Segundo o entendimento do tribunal, o autor do atentado de 2018 contra a vida do então candidato à presidência Jair Bolsonaro sofre de transtorno mental delirante persistente, o que o torna inimputável.

LEIA TAMBÉM:  Trans que imitou Jesus gay perde ação para Sikêra e é condenada a pagar honorários

Aos gritos de mito, Bolsonaro inaugura ponte sobre o rio madeira, Ponte era esperada há 40 anos

Exclusivo: documentos do MPRJ sobre ação policial detalhada no Jacarezinho foram apreendidos com traficantes; Alguém do MP vazou para os traficantes

Polícia Federal deflagra operação contra desvio de medicamentos para intubação no Amapá

 Fachin sai em defesa dos traficantes e cita indícios de ‘execução arbitrária’ no Jacarezinho

Foi aplicada a Adélio a medida de segurança de internação por prazo indeterminado, até que seja verificada a cessação da periculosidade, o que deve ser feito mediante perícia médica.

Adélio deveria ser encaminhado ao Hospital Psiquiátrico Judiciário Jorge Vaz (o único em Minas Gerais), mas devido à falta de vagas, a Justiça determinou seu encaminhamento à Penitenciária de Campo Grande. A unidade prisional conta com o atendimento de médicos, inclusive psiquiatras, que atenderão Adélio.

HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA

Em 2019, o autor do atentado se recusou a cumprir ordens dos agentes penitenciários e chegou a agredi-los com gestos e xingamentos. O fato levou a um procedimento disciplinar que foi instaurado e chegou até a 11ª Turma do TRF-3, que tornou Adélio, por unanimidade, inimputável.

A Turma, porém, permitiu que os agentes penitenciários tomem atitudes para conter eventuais surtos psicóticos ou psicomotores do criminoso.


5 comentários:

  1. Esse cara de distúrbios nao tem.nada...esta muito bem.protegido e orientado....

    ResponderExcluir
  2. Esse Adélio,temos que fzr o mesmo com ele é vai ser cirúrgico..

    ResponderExcluir
  3. O TRF-3 proibiu punições, na verdade como ele "não compreende o q faz' é iniputável, o TRF-3 nado contribui com o q diz a Lei, entretanto, não proibi em responder a altura suas agrecividades, o q já é de bom tamanha: - que dêem porrada toda vez q ele agredir.

    ResponderExcluir
  4. Canalha e pau mandado isso é q é.

    ResponderExcluir
  5. Como pode??????
    Esse cara tem muito defensor. Um ministro do Supremo???
    Ele não tem nada de maluco. Manda que coma suas próprias fezes??? Se ele comer, eu acredito que é maluco. Será que ele rasga dinheiro e depois come??? Me angana, que eu gosto....

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();