RICARDO LEWANDOWSKI STF SUSPENDE VACINAÇÃO PRIORITÁRIA PARA POLICIAIS E PROFESSORES NO RIO


Ricardo Lewandowski, ministro do STF, cassou a decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Henrique Figueira, que autorizava o governo estadual a priorizar a vacinação de professores e de profissionais da área de segurança.

LEIA TAMBÉM:  

Em 100 dias de governo, Joe Biden executou mais de 60 ações pró-aborto

Trans que imitou Jesus gay perde ação para Sikêra e é condenada a pagar honorários

STF torna réu deputado Daniel Silveira e mantém preso por críticas a ministros, há duas semanas atrás STF anulou todas as condenações de crimes de Lula

A decisão do ministro atendeu um pedido feito pela Defensoria Pública e do Ministério Público do Rio, e restaurou a decisão da primeira instância da Justiça estadual que determinara ao governo seguir a ordem de vacinação estabelecida pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19.

O decreto autoriza que tais profissionais fossem vacinados antes da imunização integral de idosos, pessoas com comorbidades, deficiência, população em situação de rua e presos.

Lewandowski determinou, porém, que seja garantida a aplicação da segunda dose aos policias e professores que já tomaram a primeira dose da vacina.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();