Omar Aziz acusado de desvio de mais de R$ 200 milhões da saúde do AM disse: ‘Se o General Pazuello mentir de novo na CPI, sairá algemado’



Reconvocação do general será votada nesta quarta-feira

Ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e senador Omar Aziz na CPI da Covid

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz, disse nesta segunda-feira (24) que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello “sairá algemado” do Senado se ele “mentir de novo na comissão”. A reconvocação do general será votada nesta quarta-feira (26), após a participação de Pazuello no ato com o presidente Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro.

– Se Eduardo Pazuello mentir de novo na comissão, sairá algemado. Não posso afirmar que vou prendê-lo, mas pode ter certeza que, se ele mentir… Se ele tiver um habeas corpus, eu não poderei prendê-lo. Manda ele sem habeas corpus lá, ele não vai brincar mais com a CPI e a população brasileira – ameaçou o senador em entrevista ao portal Uol.

Omar Aziz diz que Pazuello deu versões conflitantes sobre as negociações do governo federal pelas vacinas, e por isso deve ser ouvido novamente.

O senador falou ainda sobre sua decisão de negar o pedido de prisão do ex-secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, e disse aos outros depoentes que não esperem que ele tome a mesma atitude nas próximas vezes, pois, em sua visão, a CPI já está “consolidada”.

– A atitude que eu tomei em relação ao Fabio Wajngarten… Os próximos depoentes não esperem que eu tenha a paciência. Se eu amanhã tomar a decisão de prender um depoente mentiroso, pode ter certeza que a CPI não acabará. Acabaria [no episódio de Wajngarten] porque estava no início. Hoje não. Hoje está consolidada – declarou.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();