Novo Congresso de El Salvador destitui ministros da Suprema Côrte e PGR por violarem a Constituição



Decisão ocorre após magistrados agirem contra medidas do presidente Nayib Bukele durante a pandemia

Nesta sábado (1º), o novo Congresso de El Salvador tomou uma medida drástica como seu primeiro ato: votou por destituir do cargo cinco juízes da Câmara Constitucional da Suprema Corte. A decisão foi tomada por 64 votos a 19. Além deles, o procurador-geral, Raúl Melara, também foi destituído.

LEIA TAMBÉM:  

Em 100 dias de governo, Joe Biden executou mais de 60 ações pró-aborto

Trans que imitou Jesus gay perde ação para Sikêra e é condenada a pagar honorários

STF torna réu deputado Daniel Silveira e mantém preso por críticas a ministros, há duas semanas atrás STF anulou todas as condenações de crimes de Lula

“A CPI é um cenário armado para derrubar o governo Bolsonaro”, diz Otoni

Bolsonaro participa de encontro com empresárias em São Paulo

O Congresso decidiu pela destituição dos membros do Supremo por eles violarem a Constituição e ainda agirem contra medidas do presidente Nayib Bukele durante a pandemia de Covid-19, como o estado de emergência.

Após a votação, os membros do Congresso votaram para escolher os novos cinco integrantes da Câmara Constitucional.

Em suas redes sociais, o presidente de El Salvador falou sobre o assunto. Nayib Bukele disse que eles estão “limpando” a casa.

– Aos nossos amigos da comunidade internacional, queremos trabalhar com vocês, negociar, viajar, conhecer [vocês] e ajudar [vocês] onde pudermos. Nossas portas estão mais abertas do que nunca. Mas com todo o respeito: Estamos limpando nossa casa. … e isso não é da sua conta – escreveu.

A medida foi comentado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro

– Presidente de El Salvador Nayib Bukele tem maioria dos parlamentares em seu apoio. Agora, o Congresso destituiu todos os ministros da suprema corte por interferirem no Executivo, tudo constitucional. Juízes julgam casos. Se quiserem ditar políticas que saiam às ruas para se elegerem – apontou.

 


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();