Morre Paulo Gustavo, aos 42 anos, por complicações da Covid



Ator ficou quase dois meses internado e seu quadro se tornou irreversível após uma embolia pulmonar

O ator Paulo Gustavo não resistiu à luta contra a Covid-19 e morreu nesta terça-feira (4). Ele tinha 42 anos e estava internado em um hospital no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março.

– Às 21h12 desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento – disse uma nota da equipe do ator.

LEIA TAMBÉM:  

Em 100 dias de governo, Joe Biden executou mais de 60 ações pró-aborto

Trans que imitou Jesus gay perde ação para Sikêra e é condenada a pagar honorários

STF torna réu deputado Daniel Silveira e mantém preso por críticas a ministros, há duas semanas atrás STF anulou todas as condenações de crimes de Lula

“A CPI é um cenário armado para derrubar o governo Bolsonaro”, diz Otoni

Bolsonaro participa de encontro com empresárias em São Paulo

Novas informações sobre a saúde do humorista foram compartilhadas nesta segunda-feira (3), revelando que ele sofreu uma embolia, insuficiência cardíaca e lesões cerebrais devido a uma fístula broncovenosa (abertura entre os pulmões e as veias).

Já na noite desta terça-feira (4), um novo boletim médico sobre o estado de saúde do artista informou que ele tinha um quadro irreversível.

– A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos – afirmou a nota.

Enquanto estava internado, Paulo Gustavo chegou a ser submetido a um tratamento conhecido como ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea, na sigla em inglês), medida que tem ação mais complexa que o ventilador mecânico.

A técnica funciona como um pulmão adicional e possibilita que o paciente tenha tempo e condição clínica para se recuperar. A técnica faz a circulação e a oxigenação artificiais do sangue por meio de uma máquina ligada ao paciente por cateteres.

Paulo Gustavo vivia com o companheiro, Thales Bretas, e tinha dois filhos, Romeu e Gael.

HISTÓRICO

Após passar 8 dias internado no hospital, Paulo Gustavo acabou sendo intubado no dia 21 março. Apesar do procedimento ele continuou a apresentar piora em seu quadro de saúde. No dia 2 de abril o ator foi submetido à terapia por ECMO.

O humorista voltou a passar por procedimentos nos dias 4 e 9 de abril para corrigir uma “nova fístula bronco-pleural”. No dia 11 de abril, Paulo Gustavo teve mais uma fístula detectada e passou por um novo procedimento.

No dia 15 de abril, o boletim médico do ator informou que ele seguia em “estado grave devido às complicações causadas pela Covid-19, mas que a hemorragia que afetava Paulo foi controlada e sua coagulação sanguínea foi normalizada”.

Em 26 de abril, um novo boletim médico apontou que o humorista estava enfrentando uma nova pneumonia bacteriana.

No dia 3 de maio, a assessoria de Paulo Gustavo confirmou que ele sofreu uma embolia, insuficiência cardíaca e lesões cerebrais devido a uma fístula broncovenosa.



Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();