RACHEL SHEHERAZADE É CONDENADA A PAGAR R$ 10 MIL POR CHAMAR POLICIAIS DE CRIMINOSOS



A comunicadora responde ainda por outras dezenas de ações sobre a declaração

A jornalista Rachel Sheherazade foi condenada a pagar uma indenização de R$ 10 mil por danos morais, por ter chamado agentes penitenciários de “criminosos”, em 2019. O processo em questão corre na 6ª Vara Cível do Foro Regional de Barueri (SP) e ainda cabem recursos.

A indenização estipulada deve ser paga ao agente penitenciário João Paulo de Assis, do Centro de Detenção Provisória Dr. Calixto Antonio, em São Bernardo do Campo (SP). A comunicadora responde ainda por outras dezenas de ações em todo o país sobre a mesma declaração.

LEIA TAMBÉM:  Trans que imitou Jesus gay perde ação para Sikêra e é condenada a pagar honorários

Aos gritos de mito, Bolsonaro inaugura ponte sobre o rio madeira, Ponte era esperada há 40 anos

Exclusivo: documentos do MPRJ sobre ação policial detalhada no Jacarezinho foram apreendidos com traficantes; Alguém do MP vazou para os traficantes

Polícia Federal deflagra operação contra desvio de medicamentos para intubação no Amapá

Em 2019, Rachel Sheherazade comentava sobre o confronto entre facções criminosas no presídio de Altamira (PA), que causou a morte de 62 detentos, quando disse que “até mesmo policiais, que são agentes da lei, se bandearam para o lado da criminalidade”. A fala causou reação judicial de sindicatos e profissionais da área.

De acordo com informações do portal Notícias da TV, Sheherazade disse que “há ações em diversos lugares do país, relacionadas a esse vídeo, que estão sendo arquivadas”.

– Não vou comentar sobre este específico. O que tiver de ser feito, meus advogados vão fazer – declarou Sheherazade.

A advogada da jornalista, Andressa Maia Paulo, afirmou que “tomará as medidas judiciais cabíveis para garantir o pleno exercício de sua liberdade de expressão e de imprensa".


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();