Guedes diz que economia “está de novo em rota surpreendente”



Ministro ressaltou que números apontam para um crescimento acima do que era esperado por organismos internacionais

O ministro da Economia, Paulo Guedes, ressaltou que o governo e o mercado estão revendo as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2021, e destacou que a economia está em uma “rota surpreendente”. A declaração foi dada nesta segunda-feira (31) durante o Fórum de Investimentos Brasil 2021 (BIF), um evento internacional sobre atração de investimentos.

LEIA TAMBÉM: Morre jornalista que “torceu” para coronavírus matar Bolsonaro, Fábio Campana faleceu aos 74 anos, vítima da Covid-19 e estava vacinado com coronavac

Manifestações contra Bolsonaro “fracassam” e web debocha

Sobe para 66 o número de idosos contaminados com covid e 2 mortos em asilo de Anápolis, todos já tinham sido vacinados com segunda dose

Irmão da traficante mais procurada do Brasil Sandra Sapatão é assessor de deputada do Psol

Igreja Universal doa 280 mil kits de higiene em 602 presídios brasileiros

– A economia brasileira está de novo em uma rota surpreendente. Está dando indicações de que pode crescer bem acima dos 3,4% este ano. As revisões do mercado para crescimento estão acima de 4% e há quem preveja 5% – disse.

O ministro disse ainda que organismos internacionais erraram em previsões de crescimento do Brasil em 2020 e “parece” que se equivocarão de novo em 2021″. Na terça-feira (1°), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai divulgar o resultado do PIB do primeiro trimestre.

Mais uma vez, o ministro apontou que o governo poderá estender o programa de auxílio emergencial, mas apenas se a pandemia se mantiver forte, com aumento de números de mortes em ascensão. Assim como em outras ocasiões, ele ponderou nesta segunda-feira que é preciso resguardar a geração futura sem que se deixe um aumento exagerado da dívida.

Guedes declarou também que o governo está revendo sua projeção de déficit primário neste ano de 3,5% para abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB). No evento com investidores internacionais, ele alegou que os gastos extraordinários estão sendo “gradualmente removidos” e o país está voltando à “trajetória de controle e responsabilidade nas contas públicas”.

– Não faltarão recursos para importação de vacina e produção local de imunizantes. Teremos produção própria de vacinas e aceleramos a importação do exterior – ressaltou Guedes.



Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();