Eduardo Bolsonaro vence Boulos no STF


 Político do PSOL terá de pagar honorários para o advogado do parlamentar

O Supremo Tribunal Federal rejeitou a queixa-crime apresentada por Guilherme Boulos (PSOL) contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). A peça foi julgada no plenário virtual da Corte. 

O político de esquerda acusou o parlamentar de calúnia e difamação em razão de postagens feitas no Twitter em 2018. As publicações relatavam que o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto — do qual Boulos é coordenador — teria invadido o Edifício Wilton Paes de Almeida, na cidade de São Paulo. A edificação desmoronou depois de um incêndio.

A Corte decidiu que o desentendimento é reflexo do antagonismo político entre as partes, fazendo com que Bolsonaro esteja amparado pela imunidade parlamentar. Boulos terá de pegar R$ 2 mil em horários para o advogado do deputado.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();