Diabos-da-tasmânia voltam a se reproduzir na Austrália



Espécie estava desaparecida há três mil anos

Os diabos-da-tasmânia (ou demônios-da-tasmânia), em estado selvagem, estavam extintos da parte continental da Austrália há cerca de 3.000 anos. No entanto, nesta terça-feira (25), grupos conservacionistas anunciaram que exemplares destes marsupiais se reproduziram em estado natural.

LEIA TAMBÉM:  Trans que imitou Jesus gay perde ação para Sikêra e é condenada a pagar honorários

Aos gritos de mito, Bolsonaro inaugura ponte sobre o rio madeira, Ponte era esperada há 40 anos

Exclusivo: documentos do MPRJ sobre ação policial detalhada no Jacarezinho foram apreendidos com traficantes; Alguém do MP vazou para os traficantes

Polícia Federal deflagra operação contra desvio de medicamentos para intubação no Amapá

Há um ano, 26 exemplares adultos foram soltos em uma reserva selvagem de 400 hectares, em Barrington Tops, ao norte de Sydney. De acordo com o grupo conservacionista Aussie Ark, sete marsupiais nasceram nesta reserva.

Para os conservacionistas, este projeto é histórico e semelhante à reintrodução dos lobos no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, na década de 1990, que foi bem-sucedida.

– Uma vez que (os demônios) estavam de volta à selva, tudo dependia deles, o que era angustiante – disse o presidente da Aussie Ark, Tim Faulkner.

Grupos que se esforçaram para a reintrodução da espécie comemoram e enchem-se de esperança de que o esforço para a preservação dela seja bem-sucedido.

– Ficávamos observando-os de longe até que chegou a hora de agir para confirmar o nascimento dos nossos primeiros filhotes selvagens. Foi um grande momento! – comemorou Faulkner.

Os guardas florestais que encontraram os filhotes afirmam que os mesmos estão em perfeito estado de saúde.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();