PM é executado com 3 tiros pela polícia militar da Bahia por se recusar a prender trabalhadores por ordem do Governador do PT Rui Costa; VEJA O VÍDEO.



O policial militar que fez disparos de tiros para cima na tarde deste domingo (28), na região do Farol da Barra, em Salvador foi executado após 3h30 de a negociação com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), no início da noite.

Foi disparado contra o policial  mais de 30 tiros, o pm morreu alvejado com 3 tiros.

O PM, identificado como Wesley Soares Góes, era solteiro e trabalhava na 72ª CIPM havia pelo menos quatro anos.

Este soldado que foi FUZILADO pelos próprios colegas pelo simples fato de não aguentar mais as ordens do Governador Rui Costa do PT por agredir e humilhar o povo humilde.

LEIA TAMBÉM: Ao mudar voto, Cármem Lúcia pode ser enquadrada em crime de responsabilidade, diz jurista Janaina Paschoal

EM 2006 Lula nomeou Carmen Lúcia ministra do STF, em 2021 Cármen Lúcia livra muda o voto para favorecer Lula

PT e Psol vão à Justiça para proibir tratamento precoce em Sorocaba

Após ele ser executado, a polícia tentou evacuar profissionais da imprensa, de modo que os jornalistas se tornaram alvo de balas de borracha. O Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba), emitiu nota condenando o ato dos policiais diante dos profissionais da mídia.

"Não havia qualquer necessidade de agir daquela maneira pois os jornalistas estavam trabalhando e não representavam qualquer ameaça aos PMs ou à operação", afirmou nota da Sinjorba.


Antes de ser fuzilado, o PM proferiu as seguintes palavras:


"Eu não vou deixar, não vou permitir que violem a dignidade do trabalhador".

"Seus filhos estão presenciando sua covardia".

"Venham presenciar, a honra ou a desonra, de policiais militares do Estado da Bahia".







Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();