O Governo Bolsonaro já contratou mais de 562 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 que serão entregues ainda em 2021



O Governo Federal já contratou mais de 560 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, que devem ser distribuídas até o final de 2021. Até o momento, mais de 20 milhões de doses já chegaram aos estados brasileiros.

Doses contratadas pelo Governo Federal: Mais de 562 milhões. Doses distribuídas pelo Governo aos estados brasileiros: 20.094.836. Doses aplicadas: 11.908.490. Atualizado em 16 de março de 2021. Fonte: Localizasus”. Governo do Brasil. Pátria Amada Brasil.

LEIA TAMBÉM: URGENTE: Mulher dada como morta por Covid-19 se levanta do caixão em velório; VÍDEO.

General manda recado ao Brasil: Cabe ao povo brasileiro exercer o direito legal e ir para as ruas, de forma ordeira, firme, resoluta, sem descanso e sem retrocessos

Lockdown que mata: Feirante tira a vida em Salvador e cita governador e prefeito em carta, "NÃO ESTOU CONSEGUINDO PAGAR MINHAS DÍVIDAS POR CAUSA DO GOVERNADOR E PREFEITO DECRETARAM FECHAMENTO DE TUDO"

PT, PC do B, REDE e PSOL votaram contra criação e aprovação do novo auxílio emergencial que irá socorrer milhões de famílias

O Brasil pode receber quase 563 milhões de doses de vacinas até o fim deste ano. O Ministério da Saúde atualizou nessa segunda-feira (15) a lista de contratos firmados com as empresas farmacêuticas. E incluiu 100 milhões de doses da vacina da Pfizer, dos Estados Unidos, e 38 milhões da empresa belga Janssen.

Com isso, já são 562,9 milhões de doses contratadas. Outros 13 milhões de doses, da norte-americana Moderna, ainda estão em negociação.

Eduardo Pazuello acrescentou que a transferência de tecnologia da vacina desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford e pela anglo-sueca AstraZeneca para a Fiocruz está adiantada.

A expectativa do ministério é vacinar até o fim do mês de maio todas as pessoas que fazem parte de grupos prioritários e têm mais chance de desenvolver a forma grave da covid-19. E, a partir de junho, a vacinação seria ampliada aos brasileiros com 18 anos ou mais. A meta é vacinar toda a população ainda este ano.

As doses de vacina que sobrarem serão usadas em uma eventual campanha de imunização no ano que vem.

Eduardo Pazuello destacou a gravidade da segunda onda da pandemia no Brasil e pediu união para evitar o colapso da saúde nos estados.

E, também nessa segunda, os técnicos da Anvisa se reuniram com representantes da farmacêutica chinesa CanSino e das empresas Precisa, do Brasil, e Bharat Biotech, da Índia. Eles demonstraram interesse em trazer novas vacinas para o Brasil. A agência reguladora apresentou aos empresários as regras para a obtenção da autorização de uso emergencial ou do registro sanitário. Cabe à empresa decidir qual tipo de pedido será apresentado.



Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();