Europa: Impacto econômico de restrições e isolamento é visível, diz BCE



Banco Central Europeu se pronunciou em boletim trimestral

O Banco Central Europeu (BCE) se pronunciou nesta quinta-feira (25) em seu boletim trimestral sobre a retomada de restrições mais rígidas no continente para conter o salto de casos de Covid-19, verificado nas últimas semanas.

LEIA TAMBÉM: Após Bolsonaro tirar impostos federais do botijão de gás e diesel, governadores e DF aumentam impostos estaduais do diesel e gás de cozinha

URGENTE: Mulher dada como morta por Covid-19 se levanta do caixão em velório; VÍDEO.

PT, PC do B, REDE e PSOL votaram contra criação e aprovação do novo auxílio emergencial que irá socorrer milhões de famílias

Lockdown que mata: Feirante tira a vida em Salvador e cita governador e prefeito em carta, "NÃO ESTOU CONSEGUINDO PAGAR MINHAS DÍVIDAS POR CAUSA DO GOVERNADOR E PREFEITO DECRETARAM FECHAMENTO DE TUDO"

Para a autoridade, a imunização contra a Covid-19 tem ganhado ritmo no continente, com velocidades variáveis entre os países, mas ainda está em nível muito baixo para permitir a suspensão das medidas restritivas por lá.

– O ressurgimento de infecções levou os governos a retomarem restrições severas, principalmente nas economias avançadas. O impacto adverso dessas medidas no crescimento global já é visível nos dados recebidos. A pandemia continua sendo o fator-chave que molda os desenvolvimentos econômicos no futuro – diz o BCE, no documento.

Por outro lado, a instituição espera que o pacote fiscal norte-americano e o acordo comercial firmado entre a União Europeia e o Reino Unido apoiem as perspectivas econômicas da região nos próximos meses.

*Estadão

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();