Bolsonaro sobre lockdown: ‘O caos vem aí; a fome vai tirar o pessoal de casa’


O presidente Jair Bolsonaro voltou a tecer críticas contra prefeitos e governadores que insistem em adotar novos lockdowns sob a justificativa de frear o avanço da pandemia.

Segundo ele, essas medidas são um verdadeiro ‘estado de sítio’, que é uma ação que só pode ser invocada pelo presidente da República e com o aval do Congresso Nacional.

LEIA TAMBÉM: Após Bolsonaro tirar impostos federais do botijão de gás e diesel, governadores e DF aumentam impostos estaduais do diesel e gás de cozinha

URGENTE: Mulher dada como morta por Covid-19 se levanta do caixão em velório; VÍDEO.

PT, PC do B, REDE e PSOL votaram contra criação e aprovação do novo auxílio emergencial que irá socorrer milhões de famílias

Lockdown que mata: Feirante tira a vida em Salvador e cita governador e prefeito em carta, "NÃO ESTOU CONSEGUINDO PAGAR MINHAS DÍVIDAS POR CAUSA DO GOVERNADOR E PREFEITO DECRETARAM FECHAMENTO DE TUDO"

O Governo Bolsonaro já contratou mais de 562 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 que serão entregues ainda em 2021

“O caos vem aí. A fome vai tirar o pessoal de casa. Vamos ter problemas que a gente nunca esperava ter. Problemas sociais gravíssimos”, declarou Bolsonaro nesta sexta-feira, 19, enquanto cumprimentava apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Conforme registrou o Conexão Política, o chefe do Executivo entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra toque de recolher imposto por estados e municípios.

Ele solicita que a Corte “estabeleça que, mesmo em casos de necessidade sanitária comprovada, medidas de fechamento de serviços não essenciais exigem respaldo legal e devem preservar o mínimo de autonomia econômica das pessoas”.

 


Um comentário:

  1. É isso aí presidente a nossa situação é só Deus ficar em casa não resolve problema

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();