Após fechar hospital de campanha em plena pandemia que custou R$79 milhões, Ibaneis vai construir 3 novos hospitais de campanha para pacientes de covid



Após fechar  Hospital de Campanha do Estádio Nacional Mané Garrincha em meio a Pandemia no dia 20 de outubro que custou R$ 79 milhões, Ibaneis anuncia que vai construir 3 novos hospitais de campanha para o atendimento de pacientes com covid-19.

Serão 300 novos leitos de UTI

Funcionarão por até 180 dias

Prazo de entrega é de 20 dias

No Plano Piloto, Ceilândia e Gama

LEIA TAMBÉM: Após Bolsonaro tirar impostos federais do botijão de gás e diesel, governadores e DF aumentam impostos estaduais do diesel e gás de cozinha

URGENTE: Mulher dada como morta por Covid-19 se levanta do caixão em velório; VÍDEO.

PT, PC do B, REDE e PSOL votaram contra criação e aprovação do novo auxílio emergencial que irá socorrer milhões de famílias

Lockdown que mata: Feirante tira a vida em Salvador e cita governador e prefeito em carta, "NÃO ESTOU CONSEGUINDO PAGAR MINHAS DÍVIDAS POR CAUSA DO GOVERNADOR E PREFEITO DECRETARAM FECHAMENTO DE TUDO"

O governador Ibaneis Rocha (MDB), informou por meio de seu perfil no Twitter que assinou a ordem de serviço para o início da construção na manhã desta 5ª feira (25.mar.2021). Não foram informados os valores para as contratações.

Segundo Ibaneis, os hospitais vão acrescentar 300 leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) ao sistema de saúde da capital federal. Com o fim da licitação, as empresas vencedoras têm 20 dias para construir as estruturas. Elas ficarão montadas por 180 dias no Plano Piloto, em Ceilândia e no Gama.


Hospital fechado em outrubro em plena pandemia teve Investimento de R$ 79 milhões

O hospital de campanha do Mané Garrincha foi o primeiro a ficar pronto no DF e custou R$ 79 milhões, incluindo serviços de gerenciamento de leitos, fornecimento de insumos e equipamentos hospitalares e a contratação da equipe de saúde.

O contrato com a empresa responsável pela manutenção foi assinado no dia 10 de abril de 2020. 

Em maio, ainda durante a inauguração, o GDF informou que ao fechar as portas, os bens e equipamentos da unidade seriam incorporados ao patrimônio da Secretaria de Saúde.

 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();