62% dos russos não querem ser imunizados com a vacina russa Sputnik V, aponta pesquisa



Apenas 30% dos entrevistados se disseram seguros para receber a aplicação

Mais de 60% dos russos não querem ser vacinados com a Sputnik V, contra a covid-19, de acordo com uma pesquisa divulgada na segunda-feira 1º pelo instituto independente Levada. As informações são da CNN.

Segundo o levantamento, realizado durante o mês de fevereiro na Rússia, 62% dos entrevistados rejeitam a imunização com a Sputnik V. Apenas 30% afirmam que pretendem tomar a vacina contra a doença causada pelo coronavírus — em dezembro, esse porcentual era de 38%.

As principais razões apontadas pelos entrevistados são a preocupação com efeitos colaterais (37%) e a desconfiança em relação aos testes que envolvem a vacina (23%).

Ainda de acordo com a pesquisa, 64% dos entrevistados disseram acreditar que o novo coronavírus foi criado artificialmente como uma espécie de “arma biológica”, enquanto 23% rechaçam essa tese.

Foram ouvidas 1.601 pessoas em 50 regiões do país.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();