Moraes tem vergonha de dizer que está usando uma lei da ‘ditadura’ no caso de Daniel Silveira, diz Carvalhosa



O jurista Modesto Carvalhosa, durante uma entrevista no programa da Jovem Pan nesta quinta-feira (18), constatou que Alexandre de Moraes tem vergonha de dizer que está usando uma lei da ditadura para julgar o caso do deputado Daniel Silveira.

“Primeiro, é uma ironia, porque Alexandre de Moraes afirma que o deputado atentou contra o regime democrático, quando o próprio ministro se utiliza de uma lei do período da ditadura”, constatou o jurista.

“Ele estava tão envergonhado com seu despacho que não declarou lá como lei de segurança nacional, mas colocou lei ‘tal’ de 1972, mostrando que tem vergonha de dizer que está utilizando uma lei do período da ditadura para dizer que o deputado está querendo propor uma ditadura”, disse Carvalhosa.

“É um absurdo dizer que o deputado se exacerbou”, acrescentou o jurista. “O que poderia ocorrer é simplesmente um processo de cassação por falta de decoro”.

Por fim, Modesto Carvalhosa lembrou que “a democracia é um regime que admite críticas ao seu próprio regime, por isso que é democrático”, finalizou.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();