Homem é acusado de comprar saliva infectada pela Covid para tentar matar o chefe



O funcionário teria contaminado o copo de bebida do proprietário da concessionária onde trabalhava na tentativa de assassiná-lo

Na cidade de Adana, na Turquia , um vendedor de carros foi acusado de tentativa de assassinado após contaminar o copo de bebida do próprio chefe com saliva infectada pela Covid-19 .

Ramazan Cimen comprou a saliva de uma pessoa que estava com sintomas do vírus e misturou na bebida em que o proprietário da proprietária que trabalhava, Ibrahim Unverdi, iria tomar. Entretanto, um outro funcionário da loja alertou a vítima sobre a tentativa de transmissão da doença.

LEIA TAMBÉM: STF julgará se queixa por injúria e difamação de ex-mulher de Lira irá à Vara de Violência Doméstica

Governo Bolsonaro antecipa pagamento do abono salarial do PIS/Pasep; veja as novas datas

Doria ameaça “agir” com governadores para barrar plano de redução de preços de combustíveis Proposto por Bolsonaro

De acordo com o site turco Hurriyet , a relação do funcionário com o chefe estava estremecida. O dono da concessionária teria dado uma alta quantia de dinheiro proveniente da venda de um carro para Cimen levar ao escritório. No entanto, o funcionário sumiu com o valor e só apareceu dias depois, dizendo que havia transferido o dinheiro para um agiota para quem estava devendo.

Depois disso, Cimen ainda tentou infectar o chefe com a saliva de uma pessoa contaminada pela Covid-19. Ao saber da situação, Unverdi denunciou o caso à polícia e à imprensa como tentativa de assassinato e recebeu ameaças de morte do funcionário por mensagem. "Não pude te matar com o vírus. Vou atirar em sua cabeça da próxima vez", escreveu o acusado.

"É a primeira vez que ouço falar de uma técnica de assassinato tão bizarra. Graças a Deus não fiquei doente", disse a vítima. "Eu preferia que ele me matasse em vez de tentar me infectar com o vírus. Minha mãe e meu pai têm uma doença crônica. Se ele me infectasse com Covid-19, eu poderia ter infectado minha família e as pessoas ao meu redor. Pelo menos se ele atirasse na minha cabeça, eu seria o único a morrer. Não há necessidade de ser tão mau", justificou.

A vítima entrou com uma ação criminal por tentativa de assassinato e ameaça de morte contra o ex-funcionário. "Graças a Deus, o escritório do promotor me deu proteção e agora eles estão procurando por Cimen", afirmou.

FONTE: IG.COM.BR

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();