Conselho de Medicina diz que pandemia foi transformada em ferramenta política contra o governo




CRM-DF deu declaração em resolução que reafirma autonomia dos médicos em prescrever tratamento contra a Covid-19

Uma resolução do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF), publicada na última quarta-feira (3) no Diário Oficial do DF, apontou que a pandemia de Covid-19 foi usada como ferramenta política de ataque ao governo federal. A declaração foi dada no âmbito de uma medida que dá autonomia aos médicos para prescrição de tratamento contra a doença.

– Ter transformado a pandemia da Covid-19 em uma ferramenta política de agressão ao governo federal foi o que [de] pior poderia ter acontecido na condução e [no] enfrentamento da mesma em nosso país – diz um trecho da resolução 486/2021.

LEIA TAMBÉM: Jogador de futebol perde a filha de 4 anos após armário de cozinha cair em cima dela em SP

Ministra Damares enquadra Dráuzio Varella por trocar a palavra mulheres pela frase 'pessoas com vagina'; Quero ser chamada de mulher

Depois de 1.660 dias metade deles sabotando Bolsonaro, Maia deixa comando da Câmara na 2ª feira

O texto, assinado pela conselheira relatora do órgão, Rosylane Nascimento das Mercês Rocha, ainda destacou o tom de urgência vivido no momento de pandemia e disse que essa não é a hora para “vaidades” e “disputas de argumentos científicos”.

– Estamos enfrentando uma doença desconhecida, grave, que ceifou mais de 200 mil vidas no Brasil e mais de 2 milhões em todo o mundo. O tempo não nos autoriza parar e filosofar, discutir política ou aguardar as melhores evidências científicas para agir. Da mesma forma não há lugar para vaidades, disputas de argumentos científicos – declarou ela.

A resolução determinada pelo CRM-DF estabelece que o médico tem autonomia para “utilizar medicações que entender adequadas para o caso clínico e fase da Covid-19 em que se encontra o paciente, devendo esclarecer ao paciente ou ao seu representante legal sobre a conduta a ser adotada”.

No texto, o regramento também proíbe qualquer tipo de ameaça, coação, discriminação ou assédio moral entre colegas médicos ou por parte de um superior hierárquico, em decorrência de conduta clínica adotada por médico, para tratar um paciente com Covid-19.

FONTE: PLENO.NEWS

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();