Bolsonaro vai as redes sociais e divulga quanto mandou para cada estado combater a pandemia em 2020, veja os valores



O presidente Jair Bolsonaro anda irritado com a falta de leitos de hospitais nos estados e municípios depois de repasses Bilionários por parte do Governo Federal, segundo o presidente, não é razoável que os estados e municípios tenham desmobilizado os equipamentos antes do fim da pandemia e queiram mais recursos para mobilizar novamente.

LEIA TAMBÉM:  Lockdown está provocando falta de comida, preços altos e miséria em Araraquara

NA PARAÍBA, A CADA R$ 100 DE GASOLINA, VOCÊ PAGA R$ 42,45 SOMENTE DE IMPOSTOS

OMS condena o lockdown: não salva vidas e faz os pobres muito mais pobres

Justiça atende pedido do PSOL e proíbe tratamento precoce contra covid-19 em Porto Alegre

O presidente já cogitou ir com sua equipe ver a situação de perto e constatar se houveram irregularidades, hoje (28) Bolsonaro foi a suas redes sociais para fazer um balanço de quanto já mandou pra cada estado, veja os valores:

Repasses do Governo Federal para cada estado só em 2020.

Valores diretos: saúde e outros.

Valores indiretos: suspensão e renegociação de dívidas:

Acre: R$ 6,8 bilhões.

Auxílio: R$ 1,38 bilhão.


Alagoas: R$ 18,09 bilhões.

Auxílio: R$ 5,46 bilhões


Amazonas: R$ 18,5 bilhões.

Auxílio: R$ 6,84 bilhões.


Amapá: R$ 6,7 bilhões.

Auxílio: R$ 1,47 bilhões.


Bahia: R$ 67,2 bilhões.

Auxílio: R$ 25,35 bilhões.


Ceará: R$ 42,5 bilhões.

Auxílio: R$ 15,17 bilhões.


Distrito Federal: R$ 9,8 bilhões

Auxílio: R$ 3,45 bilhões.


Espírito Santo: R$ 16,1 bilhões.

Auxílio: R$ 5,57 bilhões.


Goiás: R$ 27,1 bilhões.

Auxílio: R$ 9,95 bilhões.


Maranhão: R$ 36 bilhões.

Auxílio: R$ 11,8 bilhões.


Mato Grosso: R$ 15,4 bilhões.

Auxílio: R$ 4,96 bilhões.


Mato Grosso do Sul: R$ 11,9 bilhões.

Auxílio: R$ 3,71 bilhões.


Minas Gerais: R$ 81,4 bilhões.

Auxílio: R$ 26,96 bilhões.


Pará: R$ 39,5 bilhões.

Auxílio: R$ 14,71 bilhões.


Paraíba: R$ 21,2 bilhões.

Auxílio: R$ 6,57 bilhões.


Paraná: R$ 38,6 bilhões.

Auxílio: R$ 13,7 bilhões.


Pernambuco: R$ 42,7 bilhões.

Auxílio: R$ 16,2 bilhões.


Piauí: R$ 19 bilhões.

Auxílio: R$ 5,68 bilhões.


Rio de Janeiro: R$ 76 bilhões.

Auxílio: R$ 24,94 bilhões.


Rio Grande do Norte: R$ 18,3 bilhões.

Auxílio: R$ 5,55 bilhões.


Rio Grande do Sul: R$ 40.9 bilhões.

Auxílio: R$ 12,2 bilhões.


Rondônia: R$ 8,6 bilhões.

Auxílio: R$ 2,64 bilhões.


Roraima: R$ 5,1 bilhões.

Auxílio: R$ 1,04 bilhão.


Santa Catarina: R$ 21,6 bilhões.

Auxílio: R$ 7,22 bilhões.


São Paulo: R$ 135 bilhões.

Auxílio: R$ 55,19 bilhões.


Sergipe: R$ 12,9 bilhões.

Auxílio: R$ 3,85 bilhões.


Tocantins: R$ 10,5 bilhões.

Auxílio: R$ 2,28 bilhões.

Fontes: Portal da Transparência/Localiza SUS/Senado Federal

Dados até 15 de janeiro de 2021

26 comentários:

  1. É o mínimo que poderia FAZER como dever dele, pois esse dinheiro é do povo ele só administra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok,aí vem os governadores e prefeitos e mete a mão no nosso dinheiro... simples assim!

      Excluir
    2. E seu governador fez o mínimo!? Se fez não terá problemas!

      Excluir
    3. Deve ter acabado a mamata para você, por ser Bolsonaro Presidente. Pode continuar Chorando Unknow ou estão para de chorar e vai para Venezuela ou Cuba. Enquanto muitos iguais a você estão tentando transformar o Brasil em país igual a Cuba, não sei se você sabe, há movimentos em Cuba querendo transformar aquele país em um país igual ao Brasil com Bolsonaro Presidente.

      Excluir
    4. Engano seu este dinheiro foi para o bolso dos governadores e eles terão que prestar conta este repasse não é o verba para os estados é do fundo de reserva do pais,é uma poupança que se usa em casos de emergência todo estes repasses tem que ser investidos na saúde somente nela e por acaso você sabe se no seu estado todo este dinheiro foi usado na saude va verificar em vez de ficar criticando quem realmente faz a diferença seu esquerdista burro

      Excluir
  2. Tem que mandar essa cambada de ladrões para cadeia lá é o lugar deles, só assim nosso Presidente poderá governar sem ladrões, como queremos Honestidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O primeiro que tinha de ir preso é o tal de Bolsonaro, um idiota travestido de presidente, o pior da história do Brasil.

      Excluir
    2. Falou o esquerdista que perdeu sua parte da grande chupeta.. Vai fazer chupeta aonde e agora hein?

      Excluir
    3. Você ia colocar aquele demente do Siro ou vc tem alguém para sugerir.

      Excluir
  3. Ele está administrando, mandando bilhões e onde estão os resultados? Ele tem provas de que distribuiu os valores

    ResponderExcluir
  4. Se ele não tivesse prova não divulgar pô!!

    ResponderExcluir
  5. Os governadores que vão fechar o comércio estão querendo mais verbas federal sendo que desativaram hospitais de campanha sabendo que iria precisar deles foi intencional querendo mais dinheiro

    ResponderExcluir
  6. me parece que o stf tem algum interesse por traz em mandar o governo federal custear UTIs particulares para os estados, o que os governadores fez com o dinheiro enviado para eles.

    ResponderExcluir
  7. Concordo que é dever dele administrar os recursos, blz...
    Mas kd os deveres dos governadores e prefeitos em aplicar de forma digna e honesta esses valores? Aí ninguém fala nada, não vem nenhum partido esquerdista de merda acionar o seu gabinete jurídico preferido (STF) para cobrar satisfações, não é mesmo!

    ResponderExcluir
  8. Resumiu tudo Nilton Duarte,nada mais a comentar,top.

    ResponderExcluir
  9. Governadores e perfeitos fecham o comércio quebram os comerciantes, quebram o país, e os cofres deles estão cheios de verbas do governo federal que é dinheiro do povo brasileiro.

    ResponderExcluir
  10. Desvio de dinheiro destinado a saúde, deveria ser crime hediondo, ocara que desviou tinha que ser condenado a morte

    ResponderExcluir
  11. Políticos, são funcionários público, assim sendo, os incompetente deveria ser dispensado sem justa causa, os Ladrões deveria ser dispensado por justa causa imediatamente, e reembolsar todo o roubo além de ir pra cadeia e trabalhar para o seu sustento.

    ResponderExcluir
  12. Bora voltar o PT! Pois qd o Lula tava roubando e afundando o Brasil na merda todo mundo tava satisfeito e caladinho...só que chegou a conta.

    ResponderExcluir
  13. Cadê o cerebro desse Unknown minha gente, deve ser um MiliTonTo esquerdoente trapo vermelho, só pode ser ������

    ResponderExcluir
  14. Falta de Educação familiar e escolar contribui para para comentários patéticos. Onde os prefeitos e governadores puseram os valores recebidos...????

    ResponderExcluir
  15. Militares apoiem Bolsonaro e juntos com o povo brasileiro vamos Fechar esse STF SENADO E CAMARA DE DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS QUE NAO SERVEM PARA NADA A NÃO SER SUGAR O DINHEIRO DA ARRECADAÇAO DE IMPOSTOS ABSURDOS e impor aos Governadores e Prefeituras que administrem de forma Honesta e trasparente ao povo e para o povo.Agora é o momento.

    ResponderExcluir
  16. K de o $$ senhores governadores?

    ResponderExcluir
  17. Eu penso que o governo federal tinha que ele mesmo ter disponibilizado
    esses bilhões para saúde não ter repassado para esses governadores corruptos
    saúde é coisa séria. saúde tinha que ser comandada pelo governo Federal
    no Brasil inteiro sem mediação nenhuma direto.

    ResponderExcluir
  18. Prefiro não comentar se disser Cho ladrões políticos do Brasil não fica um então porque a briga magote de ignorante o dinheiro que vem pra os governos é do povo ele não tá fazendo nem uma misericórdia

    ResponderExcluir
  19. Esse unknow parece ter mastigado merda em tolete, deve ser aliado do Ciro Gomes hora está defendendo o governo federal, hora defende os governadores.... Um verdadeiro merda n'água!

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();