Portugal reelege presidente conservador, Marcelo Rebelo


A candidata socialista Ana Gomes ficou em segundo lugar, com 12,5%

Os portugueses reelegeram o presidente Marcelo Rebelo de Sousa no primeiro turno das eleições, neste domingo (24). O chefe de Estado conservador conquistou 60,7% dos votos, cerca de 8% a mais do que no primeiro mandato, em 2016. Em segundo lugar, ficou a candidata socialista Ana Gomes, com 12,97%.

A terceira colocação foi conquistada pelo fundador do movimento de direita “Chega”, André Ventura, com 11,9%. Em meio à pandemia, a taxa de abstenção foi alta, chegando a 60,51%.

Rebelo de Sousa é filiado ao Partido Social Democrata (PSD) e ex-professor de Direito. Ele ficou conhecido como comentarista político na televisão e chega novamente à cadeira presidencial aos 72 anos.

Após a confirmação da vitória, o presidente disse que se sente honrado pela confiança que o povo depositou nele e reafirmou seu compromisso de priorizar a pandemia.

– Temos de partir o quanto antes para podermos atingir a meta a tempo de não deixar esmorecer a esperança, até porque a melhor homenagem que podemos prestar aos mortos é cuidar dos vivos e, com eles, recriar Portugal.

Outros oito candidatos estavam na corrida presidencial deste ano. A esquerda saiu enfraquecida do processo eleitoral, com uma distância de apenas 1% do terceiro colocado, André Ventura. Com um discurso antissistema, o candidato recebeu quase meio milhão de votos e cresceu sete vezes mais em relação a outubro de 2019.

Outros nomes, como Marisa Matias, do Bloco Esquerda, e João Ferreira, do Partido Comunista Português, também perderam espaço, obtendo 3,95% e 4,32% dos votos, respectivamente.

FONTE: PLENO.NEWS

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();